Porque devo amamentar meu bebê apenas com leite materno (ou fórmula) até os 6 meses?

A amamentação exclusiva- quando o bebê é alimentado apenas com leite materno - até os 6 meses de vida é defendida pela OMS. Mas porque é tão importante dar ao bebêapenas o leite materno?




O leite da mãe é o melhor e mais completo alimento pois contém quantidades ideais para suprir as necessidades nutricionais do bebê. Nele encontramos anticorpos que proporcionam ao recém nascido um fortalecimento do seu sistema imunológico, combatendo doenças/infecções, e além de proteger o bebê, o leite materno auxilia no processo de amadurecimento do sistema digestivo, preparando-o para receber outros alimentos após os 6 meses.


Se a introdução alimentar- de qualquer tipo: chás, leite de outra espécie, fórmulas, frutas, suco, etc - começar antes dos 6 meses, os alimentos não conseguem ser digeridos completamente, e isso pode causar reações alérgicas e/ou desconfortos para o bebê (como cólicas, gases, problemas digestivos). Além do mais, o risco de obesidade infantilaumenta drasticamente.


Para a mulher também há benefícios: a perda de peso no pós-parto é mais rápida e o risco de câncer de mama e de ovário diminui (duas das principais causas de morte feminina).


Mesmo com tantos benefícios, os dados não são satisfatórios: apenas 39% dos bebês brasileiros de até 5 meses são alimentados só com leite materno. A pesquisa da OMS também mostra que apenas 23 países no mundo superam a taxa de 60% de amamentação exclusiva em crianças menores de 6 meses.


A falta de conhecimento (sobre como se dá o processo do aleitamento, sobre os mitos da amamentação) e de conscientização da população, o despreparo dos profissionais da saúde, a falta de confiança da mulher, a falta de apoio familiar, a cultura e crenças populares são os principais obstáculos que atrapalham a amamentação exclusiva até os 6 meses.



#filhos #amamentar #posparto #familia


0 visualização0 comentário