A des-confortável zona de conforto

O que vem em sua mente quando você pensa sobre o conceito de ZONA DE CONFORTO? Aquela rotina automatizada onde tudo é conhecido, previsto, seguro, estagnado...? Estar acostumado ao "tanto faz", colocar a vida no piloto automático, abrir mão da responsabilidade de comandar nosso caminho...? São algumas das imagens que me vem em mente...


Recentemente li uma passagem que ilustra perfeitamente a zona de conforto: se você jogar um sapo dentro de um tacho de água fervendo, ele vai pular para longe dali. Porém, se você colocar um sapo dentro desse tacho com água em temperatura ambiente e for esquentando gradativamente, ele permanece ali até morrer. Isso é a zona de conforto!


O conhecido nos cega, o previsto nos amortece, o automático nos tolhe o crescimento. Leandro Karnal diz que "tudo aquilo que te acomoda, te torna quentinho, aconchegado, é o seu inimigo" e Rubem Alves vem para complementar o racícionio: "ostra feliz não faz pérola". É através das adversidades que podemos nos conectar ao melhor que podemos ser, que descobrimos nossas potencialidades, que nos reinventamos.


Não existe crescimento dentro da zona de conforto! Somos controlados pelo medo do novo, pela insegurança do negativismo, pela ansiedade do "e se..." e pela preguiça do menor esforço. Deixamos de ser protagonistas de nossas vidas para nos tornarmos meros expectadores dela.


Refletir sobre a vida nessa zona de conforto nos mostra que na verdade ela não é tão confortável assim, porque ela nos rouba oportunidades, engessa nossos sonhos e nos mantem no cativeiro do medo e estagnação pessoal.


E você? Já parou para olhar onde esta? Você se sente satisfeito com a vida que esta levando... no trabalho, nas relações familiares, no auto-cuidado? Você acha que pode melhorar alguma coisa? Existe alguma coisa que você gostaria de experimentar, de conhecer, de fazer pela primeira vez? Comece HOJE!



#zonadeconforto #comecehoje


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo